Mais de 15 mil pessoas passaram pela avenida do Carnailha nesta primeira noite do Carnaval de Parintins.

Lagarto Salgado e Chitara da Chapada se destacam na primeira noite do Carnailha

Parintins (AM) – O parintinense não sabe brincar quando se trata de grandes eventos, pois sendo um povo pávulo, sempre quer ser o melhor e maior. Se o Festival é uma das maiores manifestações culturais do norte do Brasil, o Carnailha já se firmou como o maior evento momesco do interior do Estado.

E nesta domingo, quem esteve no circuito do Carnailha pôde presenciar a manifestação de alegria, irreverência e descontração dos blocos As Tiazinhas, Invasão na Folia, Lagarto Salgado, Chitara da Chapada e Os Piratas.

Foto: Pitter Freitas

Na noite deste domingo, 11, o bloco “As Tiazinhas” prestou uma homenagem ao artista do Boi Caprichoso, Markinho Azevedo, que faleceu em dezembro do ano passado. O bloco levou a malandragem do Markinho na comissão de frente com um tripé que conduzia a imagem dos bois Caprichoso e Garantido. Markinho foi tripa dos dois bumbás.

O letreiro do bloco destacou o tema “Markinho Azevedo, a nossa estrela é você” com a imagem do artista. Se estivesse vivo, o artista estaria completando hoje 60 anos.

Foto: Michel Amazonas

O segundo bloco a se apresentar foi o Invasão na Folia, que destacou a figura das irmãs LGBT Shontele Tapajós, Valentina Brunelly e Priscila Molinary com a temática “Lamparinhinhas mais iluminadas do que nunca”. A agremiação fez uma releitura do carnaval já apresentado em anos anteriores.

O bloco deixou a mensagem de combate a homofobia durante seu desfile. Foto: Michel Amazonas

O Bloco Lagarto Salgado abriu seu desfile com um lagarto gigante e uma bandeira LGBTQIAPN+ desenvolvida na avenida com o tema: “Deu 24, sai do Armário, pega tua Fantasia e vem brincar no Lagarto”. Segundo a presidente Fernanda Butel, o bloco buscou na avenida desmitificar todo o preconceito criado em torno do número. O Lagarto foi considerado pela opinião pública o mais animado do Carnailha e conduziu cerca de 15 mil pessoas no arrastão.

Chitara comemorou 40 anos no Carnaval de Parintins. Foto: Michel Amazonas.

Luxuoso, grandioso e resgatando os carnavais de 40 anos, o bloco Chitara da Chapada contou suas quatro décadas de alegria no Carnailha. Homenageou campeões e arrastou uma multidão para a Avenida Paraíba. Com desfile técnico e irreverente, o bloco, ao lado do Lagarto Salgado, se destacou durante as apresentações da chave “B”.

Bloco “Os Piratas” por sua vez completou 25 anos. Foto: Michel Amazonas.

A primeira noite do Carnaval encerrou com uma marchinha que fez todo mundo cantar na avenida do Bloco Os Piratas. Destacando os 25 anos de carnaval, a letra irreverente fez muito sucesso durante a passagem do bloco. O bloco também fez uma apresentação técnica e com grande participação popular. O Carnavalesco Dilhermando Dilha avaliou positivamente a apresentação do grupo.

Os quesitos julgados nos blocos da chave irreverente são: Comissão de Frente, Rainha, Animação e Marchinha. O resultado será divulgado na manhã de quarta-feira (14). Em resumo, a apresentação dos blocos da Chave Irreverente do Carnailha de Parintins é uma celebração única e animada, que combina tradição, criatividade e muita diversão, tornando-se um dos pontos altos do Carnaval na região.